Protocolos da vida

Não seja a tua vida regida por protocolos...
Afinal você não é um robô teleguiado!
Você não está numa cela confinado...

Faça valer sua liberdade de ser e fazer
Conforme a sua consciência ditar-lhe!
Não se deixe abater pelos protocolos...

Querem lhe impor regras que tiram
Sua liberdade de agir, de se expressar...
Você precisa disso escapar e amar!

Não sejas submisso ao sistema protocolar
Lembre-se que o seu protocolo é o amor
E nele, e, dele, te vêm a vida te dar!

Uma vida protocolar é regida de correntes...
Não há sementes a cultivar, nem solo, que,
Se possa lançar para os frutos germinar!

Seja sua vida, regida por protocolo da verdade,
Na honra, e, na ética protocole sua existência!
Não se prenda aos protocolos de sua consciência!

Seja tua consciência livre das amarras protocolares
Da sociedade contida no bunker hipócrita, a lhe
Dizer, o que tem que fazer, pensar, e aceitar!

Protocolar a vida é impor-lhe rotinas de mesmices...
Crendices de boatarias, com temperos de fake news!
Protocolos mentirosos, plenos de chatices!

Siga sempre os teus caminhos pelas trilhas da sabedoria,
Da verdade, do amor, e, jamais se prenda aos protocolos
Da vida, que limitam suas liberdades e te fazem de mercadoria!

Jose Alfredo

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço