Não basta uma vida. Um amor
um sim ou um não!
Não basta uma crença. Um entardecer
uma despedida - um desafeto!
Não basta um desalento
estar desatento!

Não quero uma vida mal vivida
um amor meio quente - nem sim - nem não!
Não quero crenças frágeis. Um entardecer só...
Nem despedidas chorosas!
Não quero desafetos sem motivo...
Desalentos sem fim - nem a desatenção fútil!

Quero estar ancorada,
em fortes raízes
no amor de sempre.
Estar abertamente frágil...

Quero desenhar o entardecer que envolve
despedidas que voltem...
Quero o sim e o não
e que a vida
me leve em sua paixão!

Ing

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2021   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço