CORES DA ALMA

Recolhida
À insignificância
Do meu “eu”,
Pinto cores da alma,
Matizadas
Por maltrapilhas dores ,
Transbordando
Ilusões desfeitas...

E na calmaria
Dos meus poemas,
Torturante carmim
Em lágrimas de sangue
Vertendo,
Ruborizam
Sinuosas
Entre_linhas
Dum afogueado coração...

Marilândia

Exibições: 40

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Comentário de Marilândia marques Rollo em 13 julho 2020 às 14:06

Obg., José Alfredo! super gentil.

Comentário de Jose Alfredo Evangelista em 13 julho 2020 às 13:41

"Descoradas cores, disfarçadas dores pintam o meu "eu" matizado de mentiras e hipocrisias"... Parabéns cara poetisa Marilândia...

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço