(De) Clamando poesias... Minha alma declama por poemas... Meu coração clama por versos... Poesias, eu declamo nos poemas, e, Versos diversos!... Meu espírito Clama a escrever estrofes como Registros …

(De) Clamando poesias...

Minha alma declama por poemas...
Meu coração clama por versos...
Poesias, eu declamo nos poemas, e,
Versos diversos!... Meu espírito
Clama a escrever estrofes como
Registros de rabiscos nas vivas
Páginas de minha existência!
Minha essência rebusca na leveza
Da poesia, a sinergia com o amor
Declamo meus poemas com ardor...
As estradas do poeta levam ao infinito...
A encontrar a terra, e, o céu no horizonte
Aonde o Sol se põe e a lua nasce prateada
Poemas clamam no calor do amor e nas
Cores do arco-íris na moldura em aquarela
Pintados nas janelas da existência!
O poeta clama e declama seu grito poético!
Escreve e rabisca versos e linhas vivenciais
Nos mananciais que de sua divagação brotam
Em nascentes de água viva, que cortam os
Campos floridos, e banham jardins sob
Os acordes harmoniosos dos querubins!
Todo poeta paira em nuvens celestiais!
E, cobre a Terra com seu pensar dialético!
Suas palavras, rimas, concepções,
Conquistam corações, imanam divagações
Que remetem ao passado refletem o presente,
E projetam no futuro a colheita de fruto maduro!

Jose Alfredo

Exibições: 9

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço