A noite está fresca, mas hoje não há lua. O outono anda meio arisco. Gosto do tempo mais ameno dessa estação. Gosto do bronzeado nas folhas, do sol suave, do vento mais frio... Uma estação  de suavidades. Nada esfuziante, tudo na medida – na medida da espera ...

Pensei no momento que vivemos, que também é uma espera. De que o vírus passe, de que a vida volte ao normal. Parece bem adequado que essa preparação que nos levará a um outro mundo, esteja no caminho do inverno.

Estamos aprendendo novos parâmetros, novos costumes; teremos um tempo para gestar esse novo mundo, porque esses novos tempos exigem mudanças internas. Fomos forçados a ficar quietos, isolados. Ou seja, fomos convidados a olhar para dentro de nós mesmos...

Chegamos ao limite, depois da selvageria bélica e tecnológica, depois das disputas irracionais por fronteiras, depois da feérica busca por uma aparência de plástico – perfeita, sem arranhões. Finalmente fomos confrontados com a necessidade de apenas ser ...

Ser um pai, um filho, um marido, uma mãe, uma amiga, uma vizinha  -  uma pessoa inteira, com sentimentos e necessidades. Ser alguém com capacidade de se importar, de querer ajudar. Ser alguém com a consciência de que um não pode viver bem se o outro não viver também...

Esse é o inverno que temos pela frente. Gestar o homem com compaixão e amor ...

 

                                                             Waulena d'Oliveira

Exibições: 43

Responder esta

Respostas a este tópico

esperançoso! Ébo que esperamos! Apreciado!

Do fundo do nosso coração, Valéria.

Obrigada !

Bjsss, Wau



Valéria disse:

esperançoso! Ébo que esperamos! Apreciado!

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço