Ó VIDA! 

Doidamente em nós
O nó existencial...

E,
Numa anunciação de primaveras,
Exarceba, às vezes,
Batidas de nossos corações...

Escravos de êfemeras fruições
Nas faces suspensas da eternidade,
Em lívidas, muito lívidas,
Acorrentadas vertentes do existir...

Ó vida, palpitando na matéria!...

Marilândia

Exibições: 18

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço