Caminhos são puros

Quando permitem estrelas

Caminhos são felizes

Com o brilho das certezas

Caminhos são vazios

Sem o brilho da esperança

Porque os olhos

Só retém caras lembranças

E levo para o ano novo

Minhas gotas de saudade

Das ruas da meninice

Infância afogada em felicidade

Mãos tocando o infinito

Nas mãos de Deus eu entrego

Com todo o meu amor

As alegrias do ano que finda

E continuo pedinte:

mais... mais, Senhor!

E peço paz, saúde e alegria

Para você, querido amigo

Que com sua amizade me brinda!

MjzTauil Dez 2019

Exibições: 12

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Aniversários de Amanhã

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço