sensação de inspiração


Este meu agora, me implora uma inspiração!
Sei, que, algo incomoda, e arrulha minha sensibilidade...
Uma perplexidade invade-me o pensamento...
Não percebo, o que possa ser... Vasculho meu senso
Um grande leque de opções se abre em divagações!

Mas, tênue cortina esconde suavemente uma poesia!
Um perfume agradável minha consciência incensa!
Literalmente as palavras não me vêm às tintas...
Minha caneta rabisca estrofes e verseja infensa!
As frases tomam formas de bocas famintas!

E, o poeta se debruça sobre seu pensar no poetar;
Frases, letras, concepções, divagações... Opções
Que, alimentam prosélitos versos no anverso
De seu viver rabiscado no papel de suas pretensões!
No seu âmago traços como estes lhes vêm diversos!



Jose Alfredo

Exibições: 7

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço