Se...

Se acaso és um fingidor,
Se gargalhas quando tu'alma soluça...

Se,
Num embornal de fantasias
Pedaços da saudade trazes...

Se,

Na alegria de poetares
Em delirante calvário derrama tuas dores...

Se dentre langores das madrugadas
Pincela teus martírios,

Pousa tuas chagas nas entranhas d'oceano...

E,

N'ocaso das horas mortas,
Teus cansaços adormece
Nos braços das ilusões...

Marilândia

Exibições: 30

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço