[...Preciso regar as flores do deserto!]

Um algodão doce, uma asa de anjo, uma música
e a fita azul que trouxe o cheiro do amor antigo
lembranças em cinza 
e vermelho 
[outras até sem cor]

O coração dilacerado e uma infinidade de silêncios
hoje eu preciso regar as flores do deserto!
[e as guardo no silêncio que abraça minha poesia]


Nos meus lábios um beijo frio
na lâmina do teu sorriso

nas cicatrizes antigas 
os meus olhos de silêncios 
[que sabem tolher poemas]
rasga as pálpebras e sangra a pele
onde o dia cega a escuridão

Arde-me ainda o teu beijo nos lábios que te recuso. 
[faz-me falta algo mais que o teu corpo]




p.s
Eu respiro você...


[Você sente_____¿ ?]


Por Ro



Exibições: 46

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Comentário de Ro Fontana em 24 novembro 2016 às 16:48

Obrigada, Mary querida!

Eu adoro vc!

Mil beijinhos !

*-*

Comentário de Mary Fioratti em 22 novembro 2016 às 8:10

Maravilhoso Ro... sua sensibilidade eh sempre linda nas frases que voce escolhe (e que vem desse seu lindo curacao!)

Beijos carinhosos!

*Mary Fioratti*

Comentário de Ro Fontana em 20 novembro 2016 às 22:04

Obrigada, poeta!

Feliz por vc gostar! Um beijinho *-*

Editora Casa da Poesia

 Chegou

o Volume 7 da Antologia!

      À Venda Antologia

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

VEM AÍ !!!

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo