Poema sem rima


Laços que unem as pontas do amor...
Rimas de poemas, que, desatam nós!
Rimando, o poema vem algoz...
Na rima que desatina divagações,
E, sem rima, que, o amor reprima...
Sem rima o poema não confirma
O bálsamo poético, que, verte pelas
Veias das estrofes e esparge-se sobre
Inspiradas lufadas de romance...
Do amor rimas de nuances pincelam
No quadro poético, rabiscos ariscos,
De aguçada percepção rimada!
É a poesia idolatrada e amada!



Jose Alfredo

Exibições: 11

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Comentário de Paulo Caldas Neto em 26 maio 2020 às 21:25

Parabéns pelo poema! Abraço.

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço