PERPÉTUO PECADO

Sem manhãs e sem tardes
Nos lampejos
Que fulguram ao limiar dos anoiteceres...

Nessa paisagem em que o desejo faz
Que amemos tanto, tanto,
Orgia em feérica pompa
_visões do perpétuo pecado..._

Hoje, ontem, amanhã,
Oásis de volúpias
Com Ilustrações vorazes dentre painéis luminosos...

Marilândia

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço