Por ti,
Penitencio os meus dias,
A pão e água,
No jejum da falta que o teu sorriso me traz.

Por ti,
Dilacero o peito,
Num fardo de dor.
E reverencio a cruz que carrego por este amor.


Enclausuro em fé,
Todas as promessas não cumpridas,
Toda santificada oração.
Que alivia o meu fardo,
Numa só rogativa.

Por ti,
Diante de toda dúvida,
E da completa resignação,
Coloco-me em prece.

Como quem espera por um milagre.

Como quem suplica pela eternidade,
Em baixa voz.

Curvo-me a caminho da minha paz.

Renasço a caminho da tua redenção.

Angela Lazzari

(Aos treze dias do mês de Abril de 2019).

Exibições: 19

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço