´

Soneto aleatório

Deixa que eu te toque com firmeza
deixa que meus olhos penetrem os teus
deixa que você seja minha eterna gueixa
deixa meus pensamento se unirem aos seus

Deixa que eu seja seu caminho feito um ninho
deixa que minhas mãos te abusem em carícias
deixa que eu esmaeça depois viveça em teus braços
deixa-me se for incapaz, o meu amor te apraz

Não te amo como ateu e sim com o coração meu
não apenas te desejo te quero por inteira
não quero apenas meus planos e sim os nossos

Da janela dos meus olhos ao longe te vejo
da janela dos seus olhos que sejam os meus
da brecha de teu corpo queu me aqueça e nosso
.
..amor floresça

Exibições: 17

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o Volume 8 da Antologia

 Volume 7 da Antologia!

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo