Sinto os dias como páginas pesadas
Pelas folhas das escritas não apagadas
Pelas letras rasuradas
Viro a página...outra folha rasgada...

Os cucos caducos do meu relógio
Nem contam mais as horas
[Eu quebrei todos os ponteiros.]
...Quebrei também uns potinhos de sonhos...
[Que guardava com tanto amor.]

Há no silêncio um barulho estranho
Uma calma que nada resolve
Há mais do que o escuro assustador de meus dias...
Há espera...relógio...olhos que choram...

Verdades que são o oposto da alegria
[Que existia.]

Penso até que seria melhor desistir
Juntar o que resta de vida e sair...
[Me cansa fingir alegria.]

Não que eu queira dizer adeus...

[Talvez um dia।]

.
Ro Fontana

p.s

[é do século passado...rs]

Exibições: 112

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Comentário de Ro Fontana em 14 dezembro 2016 às 10:19

Muito obrigada, Raquel! Um beijinho *-*

Comentário de Raquel Leite Guzzi em 14 dezembro 2016 às 10:16

Profundo lamento de uma alma! Parabéns pelos belos versos!

Editora Casa da Poesia

Chegou o Volume 8 da Antologia

 Volume 7 da Antologia!

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo