Ao toque do linho suave,
A testemunha daquilo que se reparte.

Entre tantos sons nossos,
Faz-se o despertar.

E nessa intimidade do verbo entoado,
Tantos segredos s’escondem no sentir.

Acendem-se os olhos.
Tudo e nada a se dizer.

E mesmo que em fúria,
Na sutileza dos nossos gestos,
Tua vontade une-se à minha.

Mas,
É na leveza da tua alma,
Quanto em ti me encontro,
Que me extasio.

Que sorrio.

E não me perco pelo caminho...

Angela Lazzari 

(Aos vinte dias do mês de Abril de 2019).

Exibições: 15

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço