Sorvo cada pedaço teu,
- Presente em toda palavra tua,
- Entrecortada em teu gesto insinuado.

Vens assim,
- Em nuas vontades,
Letra por letra,
- Enlaçando meu abraço,
- Roubando todos os meus lados.

Leio e releio,
- As tuas intimidades.
- A cada pausa,
- Em cada suspiro cobiçado.

Maestro de mãos prazerosas,
- Desde o ventre aflorado até a boca farta.

- A pele urge em desvendar-te,
- Saber-te apenas por uma letra:
- Frenesi d’uma única composição.

Arfante de minhas memórias,
Embriagada fico,
- No vai e vem da tua saliva licorosa!

Devota de todo o teu querer,
- Da tua cupidez irrefreável.

- Paladar insaciável.


- És, também, toda minha despida,

- Aveludada,

- E esboçada ousadia...!!!

Angela Lazzari

(Aos três dias do mês de Outubro de 2019).

Exibições: 54

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço