Apelo


Oh amante meu!
Me deixa mergulhar
no lago dos olhos teus.
Oh amante meu!
Me deixa consumir a chama
que nasce e inflama os olhos meus.
Oh amante meu!
Me deixa absorver o orvalho úmido da tua boca
na paixão dos beijos meus.
Oh amante meu!
Me deixa sentir o roçar suave do teu peito
de encontro aos seios meus.
Oh amante meu!
Me deixa sentir o gôsto
do teu sexo úmido e palpitante
pulsando de encontro ao meu.
Oh amante meu!
Me deixa sentir o eriçar dos teus pelos
contra os pelos meus.
Oh amante meu!
Faz do meu ventre tua eterna morada,
deixando teu cheiro de terra molhada
impregnado no corpo meu.
Oh amante meu!
Vem, vamos nos afogar no desejo,
nos queimar nesse fogo,
num vago, eterno momento ateu!



Ana Pires Brandau
Sehnde-Alemanha, 13.03.2017.

Exibições: 13

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Comentário de Ana Pires Brandau em 8 agosto 2017 às 20:29

Grata, Angela! Beijo.

Comentário de Angela Regina Lazzari em 7 agosto 2017 às 17:57

De perder o folego, Ana! M A R A V I L H O S O!!!!! Beijos.

Editora Casa da Poesia

 Chegou

o Volume 7 da Antologia!

      À Venda Antologia

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

VEM AÍ !!!

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo