ADEUS SEM PONTO FINAL

Abandono de esquecido
Fugidio lamento esvaido.

Ilusões desfeitas
Razões fenecidas

Macerados tormentos
Soturnas convulsões
No escorregadio tempo .

Invernosas brumas,
Derramando-se pelas madrugadas
Segredos invocam

E choram sem saber o porquê...

Choram o pranto da saudade
Flores desmaiadas orvalham
Jardins de desgrenhadas urzes irrigam...

“Sou chama e neve branca e misteriosa"

Marilândia

Exibições: 8

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo