Sempre existirá o caos e a fúria

Dentro de mim

Sempre haverá um rigoroso inverno

Ainda que seja doce a lembrança da primavera...

Levanto os olhos a inquirir a noite escura

Companheira, cúmplice

São muitas as respostas que não encontro

Muitas as perguntas que não esqueço ...

Talvez tu sejas a minha bonança

A calmaria que faz descansar meu coração

O refúgio para as grandes tempestades

Talvez tu sejas a minha paz

O murmúrio sereno de marolas no mar

O porto seguro a esconder-me do mundo ...

                                                                                       Waulena d'Oliveira

 

Exibições: 6

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o Volume 8 da Antologia

 Volume 7 da Antologia!

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo