Antropófago"O poeta é um eterno arqueólogo ____________________________                                                            dos mistério do infinito" __________________________________________…

Antropófago

"O poeta é um eterno arqueólogo

____________________________
                   

                                        dos mistério do infinito"

____________________________________________

  



Feito um antropófago
sacio minha fome humana
pelo faro à distância
no deserto ou na metrópolis

Busco a caça 
pela direção dos ventos
mas, eles 
não têm me favorecido

Então minha caça
nunca chega no momento
do meu desejo
insaciável, imutável...

E, há de se exteriorizar

o incontido guerreiro
que tá adormecido, dentro de nós

A bradar feito um grito uníssono
e encarar todas as tempestades
e adversidades inesperadas 

- tá preparado pruma guerra meu nêgo?
- num tá? então se prepare!
os últimos dias estão chegando 
(sem hora marcada, mas, virá)
conforme as profecias contidas

No apocalpise

Será um grande exército de anjos
a resgatar os ordeiros e obedientes

E há de manifestar em você
o desejo do arrependimento
enquanto ainda há tempo.

Exibições: 29

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço