O MASP, em São Paulo, a partir de março de 2019 estará expondo em suas dependências os trabalhos de Djanira da Motta e Silva.

A artista identifica-se com a segunda etapa do modernismo brasileiro e dedicou seus 40 anos de carreira à pintura a óleo e à têmpera, ao desenho, à azulejaria e à gravura.

Sua produção foi inicialmente categorizada como “primitiva” pela crítica dos anos 1940, o que resultou em um lugar problemático para a sua arte e na marginalização da artista Esse posição, contudo, permitiu que Djanira se posicionasse de maneira independente no cenário artístico brasileiro.

Com obras produzidas entre os anos 1940 e 1970, a mostra vai revisitar sua produção a fim de reposicionar Djanira da Motta e Silva no contexto da história da arte moderna no Brasil.

Esta exposição é co-organizada pelo MASP e pela Casa Roberto Marinho, no Rio de Janeiro e. os principais temas de sua pintura serão abordados nos diferentes núcleos da exposição – como os retratos e autorretratos (que marcam o início de sua produção); as diversões e os festejos populares; as representações do trabalho e do trabalhador; a religiosidade afro-brasileira; as diversas paisagens do Brasil e os índios canela do Maranhão.

Confira!

Tipo: Exposição – ¨DJANIRA: A MEMÓRIA DE SEU POVO¨.
Local: Museu de Arte de São Paulo (MASP) – São Paulo
Endereço: Avenida Paulista, 1578.
Telefone 11 3149 5959
Data: de Março a Maio de 2019.
Horários: as informações dos horários estarão disponíveis pelo site oficial do MASP.

Por: Angela Lazzari

Fonte: Home Oficial do Museu de Arte de São Paulo – MASP.

Exibições: 14

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo