Há uma forte resistência em usar a flexão feminina dos postos que por séculos foram ocupados por homens. Quem acompanhou a ascensão da mulher no mundo político, viu a lentidão com que a mídia foi adotando as formas femininas que hoje já não causam estranhesa:

Primeira-ministra

Senadora

Deputada

Prefeita

Coisa semelhante ocorre com os postos militares. O ingresso de mulheres nas forças armadas e polícia militar é fato recente. Esses organismos ainda preferem manter inflexionados os tradicionais SOLDADO, TENENTE, SARGENTO, etc

É questão de tempo usarem soldada, sargenta, capitã, coronela, generala.

Nos bons dicionários do passado aparece CAPITOA. Caldas Aulete (na 1ª edição diz:

Capitoa- mulher que dirige outras, em alguma ação heróica;mulher do capitão.

Capitoa cedeu lugar à capitã, assim como alemoa virou alemã.

Generala e coronela se usava para chamar a mulher do coronel e a do general.

PREDIDENTE OU PRESIDENTA?

Divergências deixadas à parte, o fato é que forma “a presidente”, está correta, justamente pelo fato de integrar ao caso relacionado aos substantivos denominados comuns de dois. Portanto, podemos perfeitamente dizer: a presidente.

Em meio a tantos posicionamentos, há que se dizer que há um especial, retratado pelo VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa), revelando que o substantivo pode perfeitamente ter a sua forma flexionada, ou seja, é correto também dizermos PRESIDENTA.

Exibições: 13

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço