Chamo isso de vida...
Há um calor que vivifica que não é o mesmo que me irrita...
Há um frio que me incomoda; que sei, não é o mesmo que me vivifica.
Saio às ruas sob o sol.
Recebo raios que me curam.
Recebo raios que me matam.
Ando, alivio o meu coração.
Sei, na rua, o perigo me espreita, espera...
Tem calor, brisa, chuvas, raios, frio, transformação...
Caminhos, destinos, ilusão.
Percebo que o valor que compro é o mesmo de todos, mas, me impõe exclusão.
Sei de um lado, não sei do outro...
Sei por palavras, sei pela atenção, percepção, imaginação...
Percebo, o calor que me alegra não é o mesmo que me irrita.
O Frio que me incomoda, não é o mesmo que me vivifica.
Onde, como e por quê? Não sei!
Sei que disputo espaços, luz; e um dia, disputarei escuridão...
Por ora sei apenas que têm um calor que me alegra; que não é o mesmo que me irrita mas é o mesmo que me intriga...
Calor, energia que vivifica...
Então, chamo isso de vida.
Lineu Mattos

Exibições: 7

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço