É noite...
É escuridão.
Busco respostas.
Peço à Iluminada lua, um toque...
Respostas que não sejam as minhas.
Mas ruídos e ventanias da noite espalham meu sono, dispersam as respostas que espero da lua.
Me confundem com nevoas da imaginação; gritam cada vez mais alto para espalhar ventos... Chacoalham árvores. Destroem meus sonhos...
Só então com o passar dos ventos... É que descubro que o despencar do orvalho é mais do que a resposta que procuro nas noites...
E percebo que a noite é tímida; que encolhe-se e rouba meus sonhos porque não tem as respostas que procuro...
Mas antes que eu caia no sono, ouço baixinho a resposta da Lua: aguarde, esta nascendo um novo dia...
Lineu Mattos

Exibições: 9

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Aniversários de Amanhã

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço