A contabilidade apura fatos e torna os atos a realidade escrita. Reconcilia contas. Apresenta o Balanço e dá os resultados. Nessa matemática vale somar, diminuir, multiplicar e dividir. É o resultado do que se obtém ao longo de um período. Por isso mesmo é que a ciência se preocupa em estudar e ensinar métodos à compreensão. E o filósofo concluiu que na análise do particular se perde o geral; e vice versa. Assim a história registra os fatos. Assim a matemática deu vida aos métodos. Assim a contabilidade concluiu em partidas dobradas que para todo débito haverá um crédito. Assim a filosofia põe-se à dialética. E pela Hipótese, antítese e síntese, conclui-se a tese. Assim como atos e fatos: sentidos, medidos, contabilizados. Assim como os métodos a justificar os meios. Isso tudo não teria sentido se não houvesse um sentido para tudo. Acrescente-se a tudo isso a sabedoria que não se sabe de onde vem: ... Um fato! O que justifica dizer que alguém é sábio porque assim alguém o reconheceu. Some a natureza do pai e da mãe com as demais espécies de belezas e vidas com tudo e com todos que podem sentir e enxergar. Andar, mexer, gozar. Diminua até você o que o universo tem para apresentar. Multiplique o resultado dessa visão onde todos respiram oxigênio e que por ora e por graça está a nos sustentar. Divida todo esse esforço pela manutenção da vida e observe o resultado: ❓
E responda: De onde vindes?
Para onde ides?
...
Lineu Mattos

Exibições: 11

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o Volume 8 da Antologia

 Volume 7 da Antologia!

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo