15 de outubro próximo passado comemoramos o dia do Professor. E todos concordam: aos nossos Professores, o nosso carinho! Nossas homenagens em todos os dias. Eles merecem! Eles ainda são os motivadores das nossas esperanças. A simples lembrança do Mestre incentiva um passo adiante. Assim como a lembrança do seu semblante de censura ainda indica a recomendação de um passo atrás, para avaliar. Como o velho ditado popular: “cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém.” O Professor falou! Parece que não, mas o coração do aluno escutou! E assim é porque não se anda sozinho. Cada um com a sua consciência, por companhia. Assim a vida vai. Assim as coisas da vida passam; aprende-se, apreende-se. Há esperanças e novos dias. Sei que o Professor não disse meus alunos, sigam-me... Mas penso que ele muito ajudou pelo que a vida cobrou. Ninguém diz a ninguém que será fácil. Tampouco, que não haverá descompassos. A vida é difícil! E é difícil também a vida do Professor. Um giz, uma lousa... Um avental manchado pelo tempo. O seu papel... A sua tinta. Suas lições bem aprendidas; lições esquecidas. Mas é certo, o Professor será sempre lembrado! Ainda que passem muitos anos e que em um encontro casual, aquele aluno, já mais velho, não lembre mais do nome do seu Professor; mas será muito bom ao Professor ouvir de longe: Olha! Ele (a) foi meu Professor (a)!

Lineu Mattos

Exibições: 8

Responder esta

Editora Casa da Poesia

       Está Chegando o       Volume 7 da Antologia!

      À Venda Antologia

                VOLUME 6 

    

Livros à Venda
CLIQUE AQUI

PARCEIROS

VEM AÍ !!!

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo