As Artes...
O que vem do espírito é arte.
O que vem do espírito é belo.
Não compete com o outro belo: a natureza das coisas; a realidade de quem olha e não lê...
A realidade é a verdade das coisas.
É a estética da razão.
É torta e Bela.
Tem a razão de ser.
Porque o espírito têm dentro de si algo que é semelhante a todos; quando expõe é do espírito; tem natureza, torta e bela.
O belo do espírito é ser.
O nada...
O que cria.
O que não aparece.
Invisível e espirituoso...
Perceber o que não é o nada...
O belo do espírito é não se confundir com a natureza porque a natureza se fez bela. É eterna. É realidade, torta e bela.
O espírito nasce.
O espírito não se inventa.
Se percebe e se expressa.
Hegel diz: "o que é verdade deve estar na realidade";
"Só a ideia por meio do ser e, ao contrário, só o ser por meio da ideia, é a verdade";
"Aconteça o que acontecer, cada indivíduo é filho do seu tempo";
Penso eu:
Dai, posso entender a arte.
Dai o que vem do meu espírito, também...

Lineu Mattos

Exibições: 4

Responder esta

Respostas a este tópico

As artes são a plena manifestação dos dons. O belo e o feio são consequências e decorrências de quem os vê! Ela encerra o ser e o existir... A arte manifesta a criação! Parabéns pelo texto que expressa bem a ARTE prezado Lineu.

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço