Há um tempo perdido chamado memória.

Coisas bobas como cheiros e cores insistem em ficar guardadas lá no fundo da alma. Algumas são engraçadas...

Recebendo mensagens em comemoração, lembrei que sou de um tempo em que se comemorava o Dia de Reis – hoje  muitos nem sabem o que é...

Reuníamo-nos em festa; havia um cardápio especial para este dia; era a continuidade natural dos festejos natalinos e de fim de ano; a última das festas.

Não podia faltar a torta de Reis, da Colombo, que tinha uma surpresa dentro – tínhamos que comer fatias até que a prenda saísse no pedaço de alguém ! kkkkk  E não podia faltar a coroa de cartolina, pra quem ganhasse a prenda usar ...

Lembrando agora, parecem apenas rituais para os infantes. Mas, na verdade, eram rituais de família... Daqueles momentos que insistem em existir dentro da gente, não importa quanto o tempo passe. Não importa quantos tenham partido. Todos permanecem rindo naqueles momentos...

A vida hoje é corrida e até parece mais dura do que então. O mundo era outro. A Cidade era outra. Ao menos assim parecem quando olhados na distância...

Melhor que fotografias, esses momentos não amarelam. Não rasgam. Fazem parte do seu patrimônio imortal – porque se traduzem em sentimentos aprendidos pela experiência.

Um brinde à todas as cores e sons da felicidade que moram dentro de cada um de nós !

 

                        Feliz Dia de Reis !

                                                             Waulena d'Oliveira

Exibições: 12

Responder esta

Respostas a este tópico

Que maravilha, um texto saudosista, trazendo verdade conjuntural.

Sou desse tempo, amiga e casei num dia de Reis.

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Aniversários de Amanhã

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço