Nem todas as escolhas são perfeitas. Muitas vezes não percebemos o quanto temos. De quando em vez reclamamos. Esse mundo mantém nossa percepção obliterada, seguimos cegos...

Ouvimos sem cessar que há uma pandemia “terrível” ceifando milhares de vidas por todo o mundo. E ficamos com medo. Mas reclamamos de ficar em casa !!! Em casa ... Abrigados, alimentados, seguros ... Como nos tornamos tão egoístas ?...

Um certo texto que roda as redes sociais, sem autoria, nos lembra do que é viver tragédias reais. Imaginem viver numa cidade destruída por bombas, olhar em volta e só ver escombros e não ter para onde fugir ... Imaginem pais se despedindo de um jovem filho que vai para a guerra do outro lado do mundo sem saber se tornarão a vê-lo...  Imaginem um velho soldado que encontra um filho morto num campo de batalha... Imaginem milhões de pessoas sendo mortas em guerras impiedosas, ou por pragas assustadoras como a peste negra, ou a gripe espanhola...

Mas não nos conformamos de ter que ficar em casa...

 

Casa... Refúgio. Abrigo.

Um certo programa jornalístico nos fala das pessoas invisíveis, como se fosse um tema assombroso. Mas estão logo ali, todos os dias, à nossa volta. Dormem pelas ruas, ou em locais que mais parecem buracos sujos, sem ar, sem nada... Não têm documentos e por isso não existem... Não têm o que comer a não ser que alguma boa alma ou Projeto lhes dê uma ‘quentinha’ ou uma sopa de vez em quando. Não têm onde dormir a não ser um papelão ao relento das noites frias. Não têm nome, não sabem a própria idade, não têm passado , nem futuro...

Mas não nos conformamos de ter que ficar em casa...

 

Nem todas as escolhas são perfeitas. Muitas vezes não percebemos o quanto temos. Mas havemos de aprender que aquilo que temos não nos torna pessoas melhores, ou especiais, mas, sim, nos dá a obrigação de cuidar daqueles que menos ou nada têm. Nos dá a responsabilidade de lutar pela igualdade de um mundo melhor...

                                                                              Waulena d'Oliveira

 

Exibições: 19

Responder esta

Respostas a este tópico

Verdade, eu sempre foco nisto quando falo com os amigos: estamos com saúde, alimentados e abrigados. Oremos e se pudermos ajudemos à quem está em necessidade neste momento tão difícil, sejamos gratos sempre!

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

ALB/SP

</

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço