Da minha janela vejo o mundo. Mas qual ?

Acordei num mundo silencioso, vazio ... Há sombras escondidas, temerosas. Eu sei que estão lá, mas não posso alcançar – não devo ...

Estou à salvo em meu lar. Estou ?... À salva de quê, de quem ? Onde está o perigo, dentro ou fora ?...

Com toda essa quietude os pensamentos parecem gritar. De repente, não há pressa, não há agenda, não há encontros. Resto aqui, eu e minha consciência – e talvez um café...

Posso pensar que sou apenas uma “vítima” das circunstâncias. Será ?...

Porque todas as minhas atitudes espelham a realidade de um mundo viciado, roto em suas relações.

Um mundo onde as pessoas esqueceram de olhar umas para as outras, esqueceram de ter tempo para se preocuparem com aqueles que lhe são próximos  -  pais que trabalham sem cessar , sem tempo para uma simples brincadeira de roda, um balanço... Um mundo onde não se conhece aquele que mora na porta ao lado da nossa. Um mundo onde os velhos perderam a importância e o respeito. Onde cada um escolheu ficar preso numa tela de celular ... Porque sou aquilo que faço, que penso, que sinto.

E agora enlouquecem porque não podem sair ?!  Agora querem passear de mãos dadas, abraçar os parentes, os amigos ?!  Agora querem...

Será que é simplesmente porque não devem fazê-lo, ou porque a Vida os parou à perguntar “O que tens feito de mim ?...

Um elemento invisível nos parou. Freou a nossa destruição porque a nossa consciência não o conseguiu ! Muitos rios mostram hoje águas claras, o ar ficou mais limpo e deixa ver a paisagem, a cor do céu. Muitos sentam-se a brincar com as crianças pela primeira vez. Muitos se preocupam em postar mensagens de alento, preocupam-se com os que estão sós. Jovens se oferecem para ajudar idosos solitários. Parece que a lição começa a fazer sentido...

 

E enquanto tomo meu café devagar, vislumbro alguém em outra janela, que acena e sorri. Eu retribuo sem saber se ela também pensa como eu...

 

                                                             Waulena d'Oliveira

Exibições: 9

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço