Percebo um frissom à beira mar... Foi um dia quente, ainda é verão... Aproveitar a noite para sentir a brisa é reconfortante. O arrulhar das ondas embala os pensamentos que querem dormir.

Aqui e ali os cochichos deixam rastros, das pessoas que passam ; muitos falam que esperam ver a super lua nascer -  para isso nada melhor que a companhia de uma água de coco e a brisa do mar !...

Numa cidade praiana essas belezas tornam-se costumeiras, quase despercebidas no dia a dia – tudo tão habitual !... Até nos surpreendemos com a reação dos interioranos diante desse marzão pela primeira vez !

Pensando bem, a praia é um local muito democrático. Jovens ou  velhos, sarados ou não, casais ou desapegados. Todos são igualmente convidados a observar o nascer da lua sobre aquele mar que antes tão escuro vira uma esteira de prata...

Realmente a lua é mágica ! Atiça corações, faz brotar profundos suspiros. Basta um pouco de atenção para perceber olhares sorrindo – sonhando ...

A lua surge, resplandece o céu, abraça-nos com sua majestade, traz luz à escuridão da noite – como uma esperança a acenar de longe, como um encantamento a prometer o amanhã,como um feitiço a apagar o que já doeu ...

Depois da lua nenhum coração resta agitado. Acalma-se a alma. O futuro anseia amanhecer ...

                                      Waulena d'Oliveira

 

Exibições: 10

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço