COLUNA DA MARIA LUIZA 95 – PEGADAS E PEGADINHAS

Como escritora vou me policiando para não virar apenas aquele poço de recordações. Saudosismos sem fim de um tempo que foi.... acho isso meio deplorável.
Memorias sim. Estas me permito. Sonhos? SIM e sempre.
Mas ....o tempo de vida tem suas pegadinhas não é?
E neste jogo de palavras me vem o tanto de responsabilidade que temos em nossas relações.
São nelas, as relações, que legitimamos nosso caminhar. Nosso propósito e nossa essência.
O quanto de PEGADAS deixamos pelo caminho que num piscar de olhos viram pegadinhas em nossa memória?
Por isso respeito algumas redes sociais. Elas podem nos trazer à tona pegadas. Por vezes nem tão agradáveis que nos fazem repensar, perdoar e ressignificar. Outras vezes nos fazem reencontrar agradáveis momentos que como “pegadinhas” nos fazem lembrar que deixamos pegadas e trouxemos pegadas para o nosso ser construído.
Nesta semana dois eventos me fizeram refletir. Uma pessoa dizia que estava magoada por eu ter desfeito uma amizade no face...Não sei em que momento fiz isso por alguma razão que me incomodou...Ora bolas carregar magoas à toa nesta etapa da vida? Nem pensar. Pedi desculpas, refiz amizade. Espero que isso possa estar mais leve para ambas.
Outro episódio...proposta uma amizade no face por um colega de trabalho da adolescência o qual há muito não encontrava...ah quantas risadas compartilhamos...foi bom reencontrar estes momentos. Foi muito bom. A memória agradeceu sorrindo.
Pegadas e pegadinhas.

By MLK
19/07/2019

Exibições: 14

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço