REENCONTRO

O corpo às vezes verga um pouco. A mente trai num “sênior moments” mas a vida segue.
Algumas saudades. Dores que restam de alguns tropeços. Inevitável perceber as cicatrizes.
Rever filmes de época. Revisitar nostalgias em eternas tardes de céus de outono e borboletas azuis.
Colo de avô. Chazinho de vó. Aromas de sobremesa de chocolate da mãe. Presentes e mimos do pai.
É inevitável ainda se emocionar com o amor e conversas diretas com o céu na arte chamada música.
Contemplar o mar e o céu. Acarinhar a face do amor. Olhar nos olhos do amor. Deixar que a luz se encontre e diga tudo no silencio do olhar.
Pegar no colo lembranças dos cheirinhos de cada bebê que o universo presenteou. Abrir a gaveta da memória e ver a primeira palavra balbuciada. Trazer ao presente a gratidão.
Sair do cenário cotidiano. Viajar na estrada e na vida. Na memória e no tempo. Saber que ainda seguimos na superfície e apesar de tudo, ainda conjugar o verbo POETAR.
E andar...andar!
Sentir e agradecer!

By MLK 29/03/2019

Exibições: 31

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo