As estações são mágicas

”Aprendi com a primavera a deixar-me cortar e a voltar sempre inteira”, Cecilia Meirelles nossa grande poeta sabia o que dizia poeticamente.
Quando prestamos atenção nos movimentos das estações, nas mudanças da lua, nas posições dos planetas, percebemos que as energias geradas nos envolvem e mexem conosco.
Quando é chegado o outono, as árvores se despem. Desapegam-se de suas folhas maduras para que cheguem as novas. É cíclico.
Em seguida o inverno nos visita. Tempo de recolhimento. Olhar para dentro de si. A terra fica em silencio na sua produção. Apenas prepara algumas frutas para que se tornem ainda mais doces ao nosso paladar.
Aí vem a primavera para nos trazer inteiros novamente à vida. Florir. Dançar com perfumes e brisas suaves de renascimento. Rebrotar em cores.
Com o verão saímos a festejar a vida. O sol que nasce todo o dia, alegre a nos oferecer abraços generosos, gratuitos e recheados de vitamina.
As estações são como nós.
Dias mais verão, onde alegres queremos dançar. Aqueles dias que nos deixamos cortar para reviver. O frio que nos fazem ficar de pijama o dia inteiro, não querendo conversar. Fazendo sopa ou bolo. Dias em que desejamos nos desapegar de tudo, até do que somos cotidianamente.
E assim seguimos.

By MLK 22/05/2020

Exibições: 17

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 12 da Antologia 

Volume 9 da Antologia

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Não há aniversários hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2020   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço