Vou propor uma série para falar de alguns poetas Brasileiros. Percepções e anotações.

Vamos falar de Poetas? – Mário Quintana

O Quintana e seus quintanares. É assim que gosto de homenagear este gaúcho poeta.
Nasceu no início do século passado numa cidade da fronteira.(1906/1994) Chamam-se assim as cidades que fazem fronteira com o Uruguai no Rio Grande do Sul. Uma cidade de ventos gelados no inverno. Não costuma nevar, mas costuma gear. Chama-se Alegrete. Por certo o nome de sua cidade natal trouxe ao poeta uma certa genética de inspiração.
Como jornalista trabalhou no Jornal Correio do Povo (entre outros) em Porto Alegre, cidade para onde se transferiu ainda jovem, para estudar no colégio militar. Iniciou sua carreira literária muito cedo e publicou muitas obras.
O interessante é que residiu praticamente toda a sua vida em hotéis. Não se casou e nem teve filhos. Foi uma sobrinha que cuidou dele até o final e fez também o papel de secretária.
Quando foi despejado de um hotel onde residia (por falta de pagamento, porque o jornal em que trabalhava faliu) o ex jogador Falcão deu-lhe um quarto no hotel Royal, de sua propriedade, em Porto Alegre para que lá residisse.
Uma história pitoresca essa: Uma amiga achou o quarto pequeno mas ele costumava dizer:
“ Eu moro em mim mesmo, não importa o tamanho do quarto.” Mesmo assim ela o levou a um apart Hotel que segundo ele “tinha até cozinha”. Prosaica era sua vida material. Majestosa era sua vida interior e poética.
Tão majestosa que o mesmo o hotel que o despejara, chamava-se Majestic, virou patrimônio histórico, e uma vez tombado, o poder público o transformou em Casa da Cultura Mario Quintana e hoje é um dos locais onde se produz e se aprecia arte e cultura em Porto Alegre a Capital Gaúcha.
Nunca foi eleito para a academia brasileira de letras, embora tenha se candidatado três vezes e na quarta não mais aceitou se candidatar.
No entardecer da sua vida teve como MUSA a nossa querida Bruna Lombardi.
Por isso amo especialmente a genialidade singela de Mario Quintana:

“Poeminho do Contra

Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão...
Eu passarinho!

by MLK 13/09/2019

Exibições: 30

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço