Assim como no jardim as plantas precisam crescer e só depois se poda os excessos, ao escrever, deliramos como numa conversa animada. Num jorro, as palavras levam consigo muito lixo, feito enxurrada. Somos repetitivos, ofegantes e caudalosos. Não dá para tirar o lixo enquanto o aguaceiro escorre.

Passamos então à revisão textual.Vejamos esse texto:

A elipse é a omissão de termo que pode ser facilmente identificado. Vamos simplificar?

Elipse: omissão de termo facilmente identificado.

A ZEUGMA é um tipo específico de ELIPSE. Ocorre quando se omite um termo mencionado:

No céu há estrelas; na terra há você.

No céu há estrelas; na terra, você

Etimologia:

O termo zeugma vem do grego zeygma, que quer dizer “ligação”, “vínculo”, “conexão”.

Descrição:

O zeugma é a figura de linguagem que pode ser considerada um caso particular da elipse. O zeugma caracteriza-se pela omissão de palavras ou expressões anteriormente expressas no período. A repetição do termo fica subentendida, sem que isso prejudique a compreensão da sentença.

Há ainda uma forma específica do zeugma que é caracterizada pela omissão de uma palavra que, no ponto em que está oculta, tem flexão diferente daquela que apresenta a palavra explícita. Esse caso é chamado de zeugma complexo

Exemplos de zeugma:

Eu gosto de poesias e de contos também.

Nessa frase, a repetição do verbo “gosto” está implícita, mas conseguimos entender a frase tão bem quanto se estivesse escrito: “Eu gosto de poesias e gosto de contos também”.

Exibições: 39

Responder esta

Editora Casa da Poesia

Chegou o

Volume 9 da Antologia 

Volume 8 da Antologia

 Volume 7 

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

© 2019   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço