Certa vez, perguntaram a Confúcio:

-O que é certo na vida?

Ele respondeu:

- A única certeza é que tudo passa.

Porque tudo é efêmero. Muitos não namoram para evitar a decepção, muitos não casam para evitar a separação, não têm filhos para não perdê-los. Em suma: “Afasta de mim esse cálice”- repetem por décadas.

Na língua também existem criaturas que se mantêm distantes. Não aceitam apenas espaço para separá-las. Querem algo mais: o hífen.

O hífen funciona como placas encontradas aqui e ali para afugentar aventureiros indesejados. É “Área de segurança nacional”; “cão feroz”, “cerca eletrificada”.

Por trás das ameaças estão os prefixos que não abrem mão do tracinho. (nem a pedido dos deuses do Olimpo).

Intolerantes desde sempre, esses prefixos ficam imunes a reformas ortográficas.

O “ex” serve de exemplo: É o caso de ex-presidente. Sua excelência sentou-se na cadeira-mor do Palácio do Planalto. Não se senta mais.

E os outros?

Beijinhos,

Exibições: 22

Responder esta

Editora Casa da Poesia

 Chegou

o Volume 7 da Antologia!

      À Venda Antologia

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo