POR QUE palavras caem em desuso? Listarei umas ainda conhecidas, mas pouco úteis na linguagem corriqueira.

Bem poucos são os verbos que caem no esquecimento, e é mais lento o processo do seu desaparecimento. Com advérbios acontece o mesmo.

Já os substantivos aumentam na medida da criação de novas "coisas": materiais, máquinas e formas de energia, para não falar das tecnologias. Os adjetivos também se transformam e somem.

Palavras que estão morrendo: Insolente, petulante, recato, compostura, pudor, indolência, astúcia, afoiteza, lascívia e empáfia, entre outras.

PROPINA OU GORJETA?

PROPINA surgiu do Latim vulgar falado em Portugal na Idade Média. Sua origem é "pro" (para) + o Grego "pinein" (beber), os populares gole, trago, molhar a garganta etc.

No Português dos primeiros séculos do segundo milênio, designava a taberna, estabelecimento que vendia bebidas alcoólicas e petiscos como queijo, linguiça, ovos, peixe etc. A bodega vendia mais coisas.

Para alertar as mulheres virtuosas, as PROPINAS frequentadas por prostitutas tinham um RAMO VERDE fixado na porta. Por isso, RAMEIRA tornou-se sinônimo de meretriz, mulher de má vida etc.

Este contexto deu à palavra PROPINA um sentido pejorativo: a quantia paga para o prestador do serviço era suficiente para tomar um trago ou fazer uma boquinha naquele tipo de estabelecimento.

Até aí, tudo bem. Mas o expediente passou a ser utilizado, não mais como GORJETA. palavra que veio do étimo "gurg", que formou garganta, daí "molhar a garganta", depois "molhar a mão", e , sim, como suborno para o prestador de serviço ilícito.

Em Portugal, PROPINA designa taxa de algum serviço público, especialmente matrícula em escolas e universidades.

A cada vocábulo que morre e outro que nasce corresponde um jeito diferente de viver e avaliar o outro.

PALAVRA DA MODA: Empoderamento- empoderar

É a consciência coletiva, expressada por ações para fortalecer as mulheres e desenvolver a equidade de gênero. É uma consequência do movimento feminista e, mesmo estando interligados, são coisas diferentes. Empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si.

Beijinhos,

Exibições: 15

Responder esta

Respostas a este tópico

Muito legal.... propina é laxante? kkkkk

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

         À Venda Antologia

                VOLUME 6 

    

Livros à Venda
CLIQUE AQUI

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Aniversários

Aniversários de Hoje

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo