O texto faz parte da propaganda de um dicionário da Língua Portuguesa.

Sobre as marcas de correção presentes no texto, pode-se dizer que referem-se às alterações ortográficas feitas na reforma da língua:

-ideia = ditongos “ei” e “oi” não são acentuados em paroxítonas.

-tranquilo = o trema deixou de existir sem alterar a pronúncia. Continua só em nomes próprios.

-pára = perdeu o acento que diferenciava o verbo da preposição, o que exige do leitor a observação do contexto para a correta distinção desses vocábulos.

-autossuficiente – o acréscimo do “s” visa manter a pronúncia original de “suficiente” quando este se juntar ao prefixo “auto”, sem a presença do hífen.

Levando-se em conta que o texto é dirigido a um potencial comprador do dicionário anunciado:

- A segunda frase pressupõe desconhecimento, por parte do leitor, do conteúdo das mudanças.

- O uso do modo imperativo, comum em anúncios publicitários, está contrariando a norma-padrão do Português, por misturar pessoas verbais (tu e você- Seria “fique” e “pare”)

Uso do hífen:: Voltaremos a esse assunto.

Beijinhos,

Jô Tauil

Exibições: 84

Responder esta

Respostas a este tópico

Ai, que confusão ... rsrsrsrs
Sempre é bom rever, ou aprender !
Parabéns Jô.

Bjsss Wau

Responder à discussão

RSS

Editora Casa da Poesia

Chegou o Volume 8 da Antologia

 Volume 7 da Antologia!

                VOLUME 6 

    

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

                          CLIQUE AQUI

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo